Polícia Civil fiscaliza 50 postos de combustíveis por preço abusivo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Um dos postos, inclusive, voltou o preço indicado no painel obrigatório com a chegada da polícia, com redução significativa de 30 centavos no litro do etanol e 20 centavos no de gasolina.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), realizou nesta sexta(22) operação em Belo Horizonte e Região Metropolitana para fiscalização de postos fornecedores. Ao todo, 50 postos foram visitados pelos policiais civis.

Conforme explica o chefe do Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, delegado Júlio Wilke, a ação policial foi organizada a partir de denúncias de consumidores reunidas desde ontem pela Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), relatando preços abusivos cobrados por postos da capital e outras irregularidades, como ações de reserva e estocagem ilegal. “A partir dos levantamentos, organizamos um roteiro para fiscalizações com quatro equipes do Departamento, totalizando 50 policiais civis empenhados em ações operacionais e de inteligência”, informou.

Dois dos estabelecimentos fiscalizados em Belo Horizonte, localizados nas regiões Centro-Sul e Barreiro, apresentaram indícios de preços abusivos e serão investigados pela Decon. Um dos postos, inclusive, voltou o preço indicado no painel obrigatório com a chegada da polícia, com redução significativa de 30 centavos no litro do etanol e 20 centavos no de gasolina.

A titular da Decon, delegada Danúbia Quadros, adiantou que a PCMG continua atenta a novas denúncias que possam surgir nos próximos dia. “Os responsáveis pelos postos que estamos investigando, se constatadas irregularidades, podem responder por crimes contra as relações de consumo, previstos na Lei 8137/90”, conclui.

As denúncias podem ser encaminhadas à polícia por meio do Disque Denúncia Unificado 181 ou 197. O sigilo é garantido.

Quer receber informações por Whatsapp?

Adicione o número abaixo na sua lista de contatos e envie "Oi" para receber as notícias do Sou Sabará no seu Whatsapp

Quer receber informações por email?

Se você tiver interesse de receber as atualizações do Sou Sabará em seu email, com notícias, vagas de emprego, cursos, eventos, etc... Cadastre-se abaixo. É grátis.

Quer receber informações via Telegram?

Se você tiver interesse de receber as atualizações do Sou Sabará no Telegraml, com notícias, vagas de emprego, cursos, eventos, etc... Cadastre-se abaixo. É grátis e rápido.

Junte-se a mais de 17 mil pessoas de Sabará!

Acompanhe promoções, participe de enquetes, tudo relacionado a Sabará. Junte-se a mais de 17 mil pessoas. Siga o nosso Instagram
ANÚNCIOS

Publicações Relacionadas

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Você está offline

Confira!

Confira a plataforma de Classificados do Sou Sabará, são anúncios de produtos, serviços, lojas, empregos e muito mais.

Clique no X acima para fechar o anúncio