stories

Sou Sabará
Sou Sabará Notícias
Sabará City

DIA 09 tem COMIDA DE SENZALA, conheça um pouco da história.

No dia 09 de agosto iniciam-se as comemorações dos 301 anos da Igreja do Rosário, em Sabará, e o evento inicial será a tradicional COMIDA DE SENZALA, uma festa antiga e que a cada ano ganha mais público. Acontecerá a partir das 12h, na Praça Melo Viana- Centro/Sabará.

Dentre os pratos disponíveis no evento, terá desde o tradicional arroz com feijão e angu até dobradinha com feijão branco; umbigo de banana com carne moída; mamão verde com carne de porco; feijoada, couve e laranja; canjiquinha; torresmo; mandioca frita e guisado. O mais esperado com certeza vai ser o famoso ORA PRO NÓBIS com frango que encanta e destaca na nossa querida comida sabarense.

Continue lendo após a publicidade




Para as crianças terá: batata frita, churrasquinho, pipoca, algodão-doce, milho verde, pamonha e mingau, doces, além de brinquedos variados e gratuitos.

Além dos pratos típicos também comercializaremos outros a preços comuns de mercado, bem como as bebidas.

Atrações:

David e Gustavo, Bloco 13 de Maio e Grupo de Samba no encerramento. A Guarda de Marujos de Nossa Senhora do Rosário levantará a Bandeira de Aviso da festa neste dia, saudando a todos os presentes e convidando para a festança.

CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA

Caracterizada pela comida usada no tempo da escravidão para os cativos, com influência mineira, a Comida de Senzala é composta de “umbigo de bananeira com carne moída, mamão verde com carne, angu, feijão, feijão rico, feijoada, ora-pro-nóbis, arroz”.

A maior parte da formação da cultura gastronômica brasileira foi negra e mesmo nos dias de hoje podemos perceber a forte influência das mãos criativas da senzala, desde os lares mais humildes até os grandes restaurantes.
O contexto cultural tem que ser observado, pois, os negros trazidos da África a força pelos portugueses na época da escravidão passaram por grandes dificuldades chegando a não ter o que comer e com um grande sentimento de saudade da terra mãe e das comidas típicas que eram acostumados. Para diminuir esta distância, eles improvisaram na sua alimentação inventando pratos, adicionando novos temperos e adaptando ingredientes indígenas e africanos nas suas receitas.
Uma característica desta adaptação foi à utilização da mandioca, inhame e do azeite-de-dendê, além do uso de caldo dos alimentos, sendo fundamental no preparo de outros. A transformação não foi somente dos ingredientes, mas também na forma de cozinhar.

A cozinha mineira encanta com a sua riqueza de sabores e seu contexto histórico-cultural. São histórias bem brasileiras que remontam à época dos escravos, do ciclo do ouro, das grandes viagens e que nos falam da importância de cidades como SABARÁ, onde foram escritas inúmeras páginas da história brasileira. Esta cultura gastronômica seduz principalmente pelos aromas, que se eternizam em memórias de quem contempla estas famosas receitas.

Com a mistura de ingredientes e de culturas, surgiram receitas originais que transformaram a culinária brasileira, destacando-a como uma das mais ricas e saborosas do mundo.

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias