Bem-vindo ao Portal de Sabará - MG
Publicidade

Já faz algum tempo que a mulher venceu as barreiras do preconceito e abriu novas portas onde só haviam muros e muito machismo. Até certo tempo era raro ouvir dizer que uma mulher é empreendedora, que uma mulher possui uma empresa, um negócio próprio e por mais que elas fossem responsáveis por grandes negociações e até mesmo por brilhantes ideias quem aparecia para receber os elogios e até mesmo cuidar do dinheiro eram os maridos.

Continue lendo após a publicidade




“Deixo aqui meus agradecimentos a todas as mulheres que já se foram e aquelas que ainda estão por aqui, que de um jeito ou de outro contribuíram e continuam contribuindo para as mudanças no cenário empreendedor feminino.”

Uma destas mudanças aconteceu no fim do século 18 por iniciativa de Lucy, esposa de McConnell que trabalhava como vendedor de enciclopédias Britânicas, ela percebeu a dificuldade do marido para vender os livros e lhe deu a sugestão de oferecer um perfume como brinde. Foi quando McConnell observou que as pessoas compravam mais por causa do perfume do que pela enciclopédia, depois disso decidiu vender cosméticos de porta em porta. Assim em 1887, McConnell contava com uma equipe de 12 mulheres, que vendiam cosméticos diretamente aos consumidores apresentando a força feminina nesse segmento, no consumo e na venda. Nomeou a empresa de Perfume Califórnia, ampliou a oferta de produtos, e mudou o nome para Avon. Desde então as vendas diretas cresceram e muitas mulheres começaram a descobrir os encantos de se ter um negócio próprio.

Imagino que muita gente deve estar se perguntando: Vender Avon é ter um negócio próprio, ser empreendedora? Sim vender Avon, Natura, Mary Kay, Jequiti e muito mais é uma atividade empreendedora e é um modo de administrar um negócio próprio.

Ei, você que trabalha com vendas diretas, que sempre sonhou em fazer seu próprio horário e administrar uma empresa, está fazendo alguma coisa para conquistar os seus objetivos? Confira abaixo dicas para alavancar seu negócio:

  • Pense no negócio como um trabalho e não apenas como mais uma renda extra;
  • Trabalhe com metas e obejtivos diários, semanais, mensais e anuais.
  • Reserve uma porcentagem do lucro para reinvestir em estoque, divulgação e apresentação.
  • Use a criatividade, organize eventos como workshops, demonstrações, premie seus clientes.
  • Tenha sempre uma postura profissional e simpática.
  • Reserve uma porcentagem do dinheiro para os gastos com transporte, material de trabalho e também com o seu vestuário.
  • A imagem que você apresenta conta muitos pontos na decisão do cliente.

Um beijo e até a próxima!

por Renata Arruda

Adicione o número abaixo na sua lista de contatos e envie “Oi” para receber as notícias do Sou Sabará no seu Whatsapp

 



Fechar Menu