Coronavírus é detectado no esgoto de Belo Horizonte e Contagem

Na última quinta-feira (30 de abril de 2020) foram finalizadas as primeiras análises laboratoriais de detecção e quantificação relativa do novo coronavírus, causador da pandemia COVID-19, nas amostras de esgoto coletadas em diferentes pontos do sistema de esgotamento sanitário das cidades de Belo Horizonte e Contagem, inseridos nas subbacias dos ribeirões Arrudas e Onça.

As duas sub-bacias esgotam os efluentes gerados por uma população urbana da ordem de 2,2 milhões de pessoas (cerca de 71% da população urbana destas duas cidades).

Continue lendo após a publicidade

O projeto-piloto Monitoramento COVID Esgotos é um acordo firmado entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis – UFMG), em parceria com o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

O objetivo principal do estudo é realizar a detecção e quantificação do novo coronavírus em amostras de esgoto coletadas em diferentes pontos do sistema de esgotamento sanitário das cidades de Belo Horizonte e Contagem, com vistas à elaboração de mapas temporais, georreferenciados, que indiquem a ocorrência e concentração do vírus no esgoto das regiões investigadas. Conforme descrito resumidamente a seguir.

Os pontos vermelhos indicam resultado positivo para Coronavírus

Esses primeiros resultados não permitem, ainda, identificar tendências/ alterações de ocorrência do vírus nas diferentes regiões estudadas, todavia a expectativa é que a continuidade do estudo possibilitará o entendimento da prevalência e da dinâmica decirculação do vírus, notadamente em Belo Horizonte. Isso porque a quase totalidade dos esgotos gerados pela população da cidade e pelos hospitais que vêm sendo monitorados é direcionado para os sistemas de esgotamento sanitário das sub-bacias dos ribeirões Arrudas e Onça.

Já para a cidade de Contagem, na qual apenas uma parte do esgoto gerado é coletado pelos sistemas de esgotamento do Arrudas e do Onça, não será possível uma análise tão abrangente como será feito para Belo Horizonte, de acordo com o Boletim

No link você pode acessar os dados do primeiro boletim clique aqui.

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias

Quer Receber Notícias Sim Não