Minas amplia acesso ao serviço de bloqueio de celular em caso de furto ou roubo: saiba como proteger seus dados e inibir o mercado criminoso

O Governo de Minas Gerais expandiu o acesso ao serviço de bloqueio de celulares em caso de furto ou roubo, chamado Cbloc. A partir de sexta-feira (26), é possível solicitar o bloqueio para proteger os dados do telefone, como fotos, conversas e senhas salvas, através do aplicativo de serviços MG APP.

Antes, era possível solicitar o bloqueio apenas através do site www.cbloc.seguranca.mg.gov.br. Durante o Carnaval, a Central de Bloqueio de Celulares (Cbloc) pode ser útil para os foliões que tiverem seus aparelhos roubados.

Continue lendo após a publicidade




Além de garantir a segurança dos dados pessoais, a plataforma também ajuda a promover a segurança pública. Isso ocorre porque, ao bloquear completamente o sistema do dispositivo, tornando-o inutilizável, o valor de mercado do celular no mundo do crime é drasticamente reduzido. Com isso, o incentivo à receptação desses aparelhos é eliminado.

A Cbloc é um projeto criado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que já conseguiu bloquear mais de 39 mil dispositivos em um período de cinco anos.

Uma das vantagens do sistema é que ele permite que o bloqueio do celular seja revertido caso o proprietário do aparelho ou as autoridades de segurança o encontrem.

De acordo com Flávio Augusto, assessor da Superintendência de Integração e Planejamento Operacional da Sejusp, o aplicativo MG APP possui uma grande abrangência, o que o torna uma importante ferramenta de divulgação do serviço. Além disso, o aplicativo impede que celulares bloqueados sejam registrados com novos números, o que acaba limitando a funcionalidade dos aparelhos.

De acordo com ele, é uma estratégia importante expandir o serviço antes do Carnaval para atender melhor todos os foliões de Minas Gerais. Isso permitirá que eles tenham acesso a um serviço eficiente e fácil de usar.

Rodrigo Diniz, subsecretário de Transformação Digital e Atendimento ao Cidadão da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), ressaltou que a opção de bloqueio está disponível na versão web do aplicativo MG APP, no site www.cidadao.mg.gov.br, para facilitar o acesso dos cidadãos de Minas Gerais ao serviço. A Seplag é parceira da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) na expansão do acesso à plataforma Cbloc.

É possível solicitar o bloqueio do celular de forma rápida e segura através da Cbloc, caso você tenha sido vítima de furto ou roubo. Com apenas alguns cliques, é possível realizar esse procedimento.

Para realizar esse procedimento, é necessário ter o registro da ocorrência em mãos e anexá-lo ao processo no site da Cbloc (www.cbloc.seguranca.mg.gov.br) ou no MG APP.

Além disso, é necessário fornecer alguns dados pessoais e o número do celular que foi roubado – o que é uma das vantagens da ferramenta, pois não é preciso informar o IMEI (código internacional de identificação do telefone), que possui muitos números e geralmente a vítima não anota, e também não consegue obter mais pelo telefone após o aparelho ter sido roubado ou furtado.

É importante destacar que a Cbloc também tem como objetivo impedir o furto e o roubo de celulares que ainda não foram comercializados para os clientes.

Os comerciantes e empresas de transporte terão a possibilidade de pedir o bloqueio de uma carga inteira que tenha sido roubada, como forma de prevenir roubos em grande escala de aparelhos.

Acompanhe o BHAZ no Instagram!

O BHAZ criou uma nova conta no Instagram.

Venha nos acompanhar e descobrir tudo o que está acontecendo em Belo Horizonte!

Principais notícias

As pessoas que faleceram na queda de um avião em Itapeva serão sepultadas hoje no interior de Minas Gerais.

O prazo para receber cestas básicas em Belo Horizonte termina amanhã; veja quem tem direito a esse benefício.

Belo Horizonte ganha um PetCafé com opções gastronômicas, um parque para cães e gatos disponíveis para adoção.

Todos os direitos reservados © – Portal BHAZ 2020 – Desenvolvido por Evercode

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias