Audiência Pública em Sabará: Fleurs Global Mineração enfrenta críticas e defesas sobre o licenciamento ambiental

SALVAR

Ontem, durante uma Audiência Pública no Cine Bandeirante, em Sabará, a empresa Fleurs Global Mineração apresentou seu Estudo de Impacto Ambiental e o respectivo Relatório de Impacto Ambiental. O evento incluiu debates sobre o licenciamento ambiental corretivo da unidade de tratamento a úmido e a seco, além da pilha de rejeito estéril inserida no SLA/Processo Administrativo nº 284/2022 da Fleurs Global Mineração.

A Fleurs iniciou a audiência destacando suas atividades, ações sociais e ambientais. No entanto, o senhor Renato Matarelli contrapôs a empresa, exibindo um vídeo com imagens de drones e satélites que evidenciavam os impactos ambientais causados por ela.

Continue lendo após a publicidade

O evento contou com a presença de funcionários da empresa, vereadores, movimentos sociais ambientais, deputadas federais e uma deputada estadual.

Durante a audiência, os técnicos da empresa responderam a algumas perguntas, enquanto as deputadas federais Duda Salabert, Célia Xakriabá e Bella Gonçalves expressaram condenação às atividades da empresa, argumentando em defesa do meio ambiente e levantando suspeitas de irregularidades. Por outro lado, o vereador Thiago Rodrigues defendeu a empresa, argumentando que ela é uma grande geradora de empregos na região.

Saiba mais

A empresa Fleurs Global Mineração opera na divisa entre Sabará, Nova Lima e Raposos, sendo uma das principais responsáveis pelo intenso tráfego de caminhões na área.

Desde o início de suas operações, tem sido objeto de discussões acaloradas sobre os impactos ao meio ambiente e os transtornos causados pelos caminhões e ao meio ambiente na região.

Veja o vídeo:

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias

Quer participar dos grupos no Whatsapp?

Se você tiver interesse em participar dos grupos do Sou Sabará no Whatsapp
Quer Receber Notícias Sim Não