Chuveirão do Carnaval de Sabará ameaçado pela seca

SALVAR

Uma das atrações mais tradicionais do Carnaval de Sabará, pode ficar fora da programação da folia deste ano. O famoso chuveirão – usado há 20 anos para refrescar os foliões com mangueiras d’água – pode ser cancelado em função da estiagem prolongada. A medida está sendo estudada pela prefeitura do município, que promete tomar uma decisão até nesta sexta. Motivo de polêmica, o assunto divide opiniões de moradores e comerciantes da cidade.

“Está todo mundo falando que temos que economizar água, estou fazendo isso em casa. Regulando até os minutos do banho. Aí chega Carnaval, e eles vão jogar água nos foliões? Parece até piada. Acho que não estamos em um momento para isso”, afirmou o aposentado Carlos Machado, 61.

Continue lendo após a publicidade




Comerciantes ouvidos pela reportagem, no entanto, acreditam que a retirada do chuveirão seria sinônimo de prejuízo. “É o movimento mais chamativo daqui e atrai milhares de pessoas. Sei que estamos em uma época de seca, mas acho que não é tão alarmante para alterar a história da cidade”, ponderou o dono de um bar no centro histórico de Sabará, Alexandre Paschoal, 37.

A Secretaria de Cultura de Sabará, responsável pelo evento, informou que somente nesta sexta definirá a realização ou não do chuveirão durante o Carnaval de 2015. Por meio de sua assessoria de imprensa, a pasta disse que ainda analisa se os efeitos da estiagem em todo o Estado poderão afetar a realização do evento.

Essa não seria a primeira vez que Sabará ficaria sem o chuveirão durante a folia. Em 2008, o evento foi cancelado após duas pessoas morrerem em um acidente envolvendo um trio elétrico no Carnaval da cidade.

Via Jhonny Cazetta – tempo.com.br

 

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias