Greve dos rodoviários de BH prossegue por tempo indeterminado

SALVAR

Greve nesta quarta-feira pode ter cerca de 1 mil ônibus parados em Belo Horizonte.

A greve dos rodoviários de Belo Horizonte prossegue sem previsão para encerrar.  De acordo com o presidente do sindicato, Ronaldo Batista, 470 ônibus deixaram de circular na capital desde do início da manhã desta terça e esse número irá mais que dobrar amanhã.

Continue lendo após a publicidade




A expectativa é de que a prefeitura de BH acione o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para dar fim ao protesto. Os grevistas, por sua vez, prometem expandir o movimento nos próximos dias.

Nesta terça, conforme o sindicato, a greve atingiu a circulação de ônibus das empresas Torres, Turilessa Ana Lúcia, Sagrada Família e Jardins. Quase 50 linhas estão sem rodar, prejudicando milhares de passageiros.

Os grevistas exigem o pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), prometido pelas empresas de ônibus. Carlos Henrique, diretor de comunicação do sindicato, explicou que um acordo acertado em março com a categoria, prometia uma Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de R$ 347,52 para quem recebe acima de R$ 1 mil e R$ 173,76 para quem tem um salário abaixo desse valor.

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias

Relacionado