Investigações em Sabará: Cinco indiciados por homicídios em dois casos diferentes

SALVAR

Cinco pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) em decorrência de duas investigações distintas sobre homicídios ocorridos em dezembro de 2023 e fevereiro deste ano, na cidade de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As investigações foram conduzidas pela equipe da Delegacia Especializada de Homicídios (DEH) Sabará, unidade vinculada ao Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Primeiro Caso

Continue lendo após a publicidade




O primeiro caso envolveu o homicídio de um homem de 41 anos, ocorrido em 8 de dezembro de 2023, no bairro Nossa Senhora de Fátima. A vítima foi morta com um tiro no rosto, durante uma discussão em um bar. O suspeito, de 32 anos, teria disparado a arma com o cano encostado no rosto da vítima. Após o crime, ele recebeu apoio de um comparsa, de 34 anos, na fuga. Ambos foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado, e a prisão temporária foi convertida em preventiva.

Segundo Caso

O segundo caso refere-se a um homicídio ocorrido em 11 de fevereiro deste ano, no bairro Paciência. Dois homens, de 23 e 30 anos, e uma mulher, de 25, foram indiciados por homicídio qualificado por motivo fútil e por meio de emboscada, além de ocultação de cadáver. O casal, que é casado, foi preso em flagrante em 13 de fevereiro. A vítima, de 24 anos, mantinha uma relação extraconjugal com a mulher indiciada. Após descobrir a traição, o marido propôs reatar o relacionamento mediante a morte da vítima. No dia do crime, o marido orientou a esposa a marcar um encontro com o amante para que ele pudesse interceptá-lo e cometer o crime. Durante o encontro, o marido abordou a vítima e efetuou dois disparos, matando-a. O corpo foi encontrado no dia seguinte pelo irmão da vítima. O terceiro suspeito, de 23 anos, que teria fornecido a arma de fogo, não foi localizado.

Com o encerramento das investigações, a PCMG solicitou a conversão das prisões temporárias em prisões preventivas.

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias

Relacionado