Minas Consciente permite funcionamento de atividades, mas com novas regras

SALVAR

As novas recomendações passam a vigorar a partir de sábado, 30 de janeiro.

O Comitê Extraordinário Covid-19 aprovou, em reunião nesta quarta-feira, modificações no Minas Consciente, plano elaborado pelo Executivo mineiro para garantir a retomada da economia no Estado durante a pandemia.

Continue lendo após a publicidade

A fase 3 do plano, que acontece em meio ao início do processo de vacinação em Minas, prevê o funcionamento de todas as atividades, independente da onda, mas impõe mais restrições.

O objetivo das mudanças, conforme o secretário de Estado de Saúde, o médico Carlos Eduardo Amaral, não é promover a flexibilização das atividades econômicas, mas sim regulamentar o funcionamento e intensificar o controle por parte dos órgãos públicos.

Regras

Com a nova versão, o comércio e os eventos, por exemplo, serão liberados mesmo que a cidade esteja na onda vermelha, mas terão que seguir algumas regras, pensando na saúde, no distanciamento e evitando qualquer risco acentuado para a sociedade.

A fase 3 do plano também traz a restrição de algumas atividades que correspondem aos serviços essenciais, como padarias, bancos, farmácias e supermercados.

“Nos serviços essenciais, tínhamos um distanciamento linear de 2 metros na onda vermelha. Nós passamos para 3 metros. Então, isso já é uma vez e meia a mais de restrição. Em relação à metragem quadrada, é importante lembrar que se temos um supermercado de 1.000 metros quadrados, no máximo 100 pessoas podem estar ali. Esse tipo de mudança é o que vai trazer impacto. Então, contamos que os proprietários passem a ter esse controle, vendo quantas pessoas estão lá dentro, porque isso que vai permitir que ao longo do tempo a gente tenha todas as atividades funcionando e com o critério sanitário maior ainda”, recomendou o secretário de Estado de Saúde.

FONTE: SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE

Orientações

FONTE: SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE

Vínculos de trabalho

A modernização do Minas Consciente permitirá que 79 mil empresas comecem a funcionar pela primeira vez desde o início do plano e que 308 mil trabalhadores possam trabalhar pela primeira vez desde o início das medidas restritivas da epidemia. Atualmente, as atividades essenciais correspondem a 70% dos vínculos trabalhistas.

“Nós estamos, efetivamente, trazendo uma restrição com uma possibilidade que todos possam trabalhar em todas as ondas. Entendemos que essas mudanças têm condições de serem mais perenes. Permitirão que aquelas atividades que estão fechadas há muito tempo tenham algum fôlego e retornem, inclusive, preservando postos de trabalho, o que é muito importante neste momento da epidemia”, explicou Carlos Eduardo Amaral.

Sabará

Conforme a prefeitura, seguindo os novos protocolos do programa Minas Consciente, o Comitê Sabarense de Enfrentamento a COVID-19 reuniu-se para adequar as normas, regulamentar o funcionamento das atividades comerciais e intensificar o controle por parte dos órgãos públicos.

Carnaval

Seguindo também uma recomendação da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, não será decretado ponto facultativo durante o período de carnaval. Tal medida visa evitar aglomerações e viagens durante o Carnaval, previsto para o dia 16 de fevereiro, essa decisão visa a desaceleração da taxa de transmissão da doença e contribuir com as ações de combate à pandemia.

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias

Quer participar dos grupos no Whatsapp?

Se você tiver interesse em participar dos grupos do Sou Sabará no Whatsapp
Quer Receber Notícias Sim Não