Bem-vindo ao Portal de Sabará - MG

Município de Sabará terá esgoto tratado pela Copasa

Segundo a Copasa, as obras tem o objetivo de deixar à disposição da população os serviços de coleta e tratamento do esgoto doméstico, e assim ajudar a evitar a propagação de doenças e o carreamento de lixo para os cursos d’águas, através das galerias pluviais, além do mau cheiro nas bocas de lobo e o refluxo dos resíduos nos imóveis e nas ruas da cidade.

“As obras para implantação do sistema de esgotamento sanitário pela Copasa, em Sabará, serão fundamentais para o desenvolvimento econômico e social do município, além de contribuir para garantir mais qualidade de vida e saúde para a população”, alerta Rômulo Perilli, diretor de Operação Metropolitana da Companhia.

De acordo com o diretor, é importante que a população entenda que esses transtornos provocados pelas obras são temporários e os benefícios com a destinação adequada do esgoto para os moradores, a cidade e o meio ambiente serão para sempre. “Dar a destinação adequada para o esgoto e retirá-los das galerias de água de chuva da cidade vai contribuir diretamente para a revitalização do rio das Velhas, manancial responsável pelo abastecimento de 46% da população da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e de 60% da cidade de Belo Horizonte”, informou.

Ao todo, serão investidos R$130 milhões no saneamento básico do município e a previsão é que até final de 2020, todo esgoto coletado será tratado na Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Arrudas, localizada na divisa de Belo Horizonte com Sabará.

Desses investimentos previstos para Sabará, R$54 milhões já estão sendo aplicados, desde setembro de 2017, na primeira etapa das obras. Até o momento, já foram implantadas as redes coletoras e interceptoras e construção de elevatórias de esgoto nos bairros Alvorada, Ana Lúcia, Adelmolândia, Água Férrea, Arraial Velho, Centro, Córrego da Ilha, Esplanada, Fogo Apagou, General Carneiro, Itacolomi, Nações Unidas, Nossa Senhora de Fátima, Paciência, Ravenópolis, Roças Grandes, Rosário, Terra Santa, Vila Santa Cruz e na avenida Vitor Fantini, no Centro da cidade. Também foram implantados os interceptores ao longo do rio das Velhas, do ribeirão Arrudas e dos córregos Malheiros e Pangaré, possibilitando a interligação de 3.200 imóveis. Essas obras correspondem a aproximadamente 60% das intervenções da primeira etapa. Os outros 40% das obras serão concluídos até janeiro de 2020.

Para minimizar os impactos da obra, a Copasa e a empresa contratada irão desenvolver juntamente com a Prefeitura e as secretarias municipais, trabalhos técnicos sociais para prestar informações e atender às demandas locais, além de campanhas de conscientização da população.

Já na segunda etapa das obras, o projeto está em elaboração, onde prevê a implantação de duas elevatórias. Uma para bombear o esgoto coletado em Sabará para a ETE Arrudas e a outra, o esgoto coletado no bairro Nossa Senhora de Fátima para a ETE Jardim Vitória, localizada às margens da BR 262, na saída para Vitória, próximo ao Rio das Velhas. Além disso, também serão implantadas as redes coletoras de esgoto na localidade de Ravena.

Adicione o número abaixo na sua lista de contatos e envie “Oi” para receber as notícias do Sou Sabará no seu Whatsapp

 



Fechar Menu