Sabará tem quase 150 desalojados por causa da chuva

SALVAR

Já chega a quase 150 o número de pessoas desalojadas em decorrência da chuva em Sabará. Segundo informações do coordenador da Defesa Civil na cidade, tenente Marcelo Oscar de Queiroz, o temporal que caiu sobre a região nesta quarta-feira agravou a situação na cidade e moradores de cerca de 30 casas já precisaram deixar seus imóveis, que foram interditados.

Nesta tarde, uma equipe formada por engenheiros, assistentes sociais e técnicos do órgão fazem uma vistoria em sete residências, que tiveram a estrutura abalada pela última tempestade e as famílias terão de ser encaminhadas para um abrigo. De acordo com o tenente, o risco de deslizamento de terra é grande e a decisão de remover os moradores “foi tomada para evitar mortes na cidade”.

Continue lendo após a publicidade

A cidade vem enfrentando problemas desde o início do período chuvoso. Dados da Defesa Civil da cidade revelam que mais de 30 mil pessoas vivem em áreas de risco no município. “As residências dessas pessoas estão penduradas e podem ir abaixo a qualquer momento, mas é difícil convencer as pessoas a deixar suas casas”, relata o tenente Queiroz. Segundo ele, a maioria das residências em área de risco fica em loteamentos irregulares e as pessoas temem que seus imóveis sejam invadidos, já que elas não têm a documentação das áreas.

O Rio das Velhas, que corta a cidade, também está sendo monitorado, pois há pelo menos três pontos na cidade com risco de alagamento. “Estamos acompanhando. Se o nível da água chegar a três metros, vamos emitir um alerta para que as pessoas do entorno saiam de suas casas”, informa do coordenador da Defesa Civil.

Via em.com.br

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias

Quer participar dos grupos no Whatsapp?

Se você tiver interesse em participar dos grupos do Sou Sabará no Whatsapp
Quer Receber Notícias Sim Não