Trabalhadores denunciam prisão arbitrária após serem contratados para derrubar barracões em Sabará

SALVAR

No mês de abril no presídio de Sabará, 18 pessoas foram presas na época tiveram que dormir no pátio por causa do horário em quem chegaram, a prisão deles geraram tumulto na ocasião, eles ficaram 8 dias presos.

De acordo eles em entrevista a Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) alegaram que foram contratados para demolir casas em assentamento irregular no bairro Morro da Cruz e foram parar na cadeia.

Continue lendo após a publicidade




Ouça a entrevista completa clique aqui.

Compartilhe:

Veja stories do Sou Sabará

Veja stories do Sou Sabará Notícias